quarta-feira, 3 de agosto de 2011

              Boa noite aos meus "quase 1 milhão de amigos!"

        Abaixo procuro compartilhar um pouco do meu momento, assim como  incentivar á todas as minhas amigas guerreiras de luta a continuarem exercendo a sua fé!
 


 
      Como uma palavra com apenas duas letras pode significar tanto? Como uma tão pequena palavra pode fazer tanta diferença na vida daquele que descobre o seu segredo e exerce a profundidade do seu significado?
      Não existe limite para a fé!  A fé é a chave
 de Deus  que  abre qualquer fechadura ou porta! É o cheque assinado em branco, cujo portador pode preencher com o valor que necessitar, pois o “banco” resgatador é o mais rico do universo e nunca lhe faltará recursos para honrar os seus valores, pois a conta da fé sempre terá fundos!
      A fé não pede: Determina! A fé não espera: Alcança!
      Na vida angariamos tantos bens... Enchemos os nossos depósitos  com coisas que compramos no grande mercado da vida! Em nossa caminhada passamos pela banca da esperança e a adquirimos.... Pela banca do prazer e o compramos... pela banca do desejo, pegando dele aos montes... Aquilo que ganhamos, investimos para acumular em nossos depósitos, pilhas e pilhas de coisas que enquanto na banca, nos enchiam os olhos da cobiça, porém depois de adquiridos tornaram-se apenas mais um item para abarrotar a dispensa tão farta que a vida nos proporcionou!
      Tenho passado por muitas lutas: Saúde, família, finanças... Parece que assim como na história de Jó, não existe nada que não tenha sido remexido! Longe de mim comparar-me á aquele gigante de fé! Mas na minha realidade e proporção acho que tenho algum parentesco com o tal... Uma vez , no auge das suas perdas e dor,  ele chegou a dizer: “Quando cheguei a este mundo estava nú e nada possuía. É assim que vou partir. Deus me deu tudo quanto eu tinha e agora tomou de volta. Glória ao Senhor! Bendito seja Ele!”
     Neste tempo de dor,   perdas e reflexão, resolvi visitar os depósitos onde guardei todos os valores adquiridos nas bancas da vida! Eu que tinha fardos e fardos de alegria, parece que até nisto fui atingida e roubada!  Vasculhei meus depósitos em busca das jóias do prazer, não estavam mais lá... Procurei então as pérolas da sabedoria, pois neste tempo nem conseguir escrever consigo... Sinto-me empobrecida até mesmo nisto!  Descobri estarrecida que de depósitos antes abastados, tenho grandes espaços agora vazios... Espere! O que é aquilo? Poeira? Sujeira?  Não! Entre as prateleiras vazias, num cantinho quase desapercebido, um punhado de  pequenas sementes... Deixe-me lembrar o que são elas... Quando as adquiri ?  Ah sim... Agora me lembro:  Foi na banca cujo dono, um carpinteiro simples chamado Jesus, me ofereceu um punhado destas sementes. Eu perguntei o que  poderia fazer com aquilo, já que pelo menos na aparência e no tamanho não pareciam nada valer. Ele me respondeu:
- “Guarde, um dia quando você tiver real necessidade, você as descobrirá e fará uso delas!”.
    Sentada em meu depósito quase vazio, chorei sobre a semente que aquele homem de bondosos olhos um dia me deu. Para cada lágrima derramada parecia desabrochar do punhado de sementes, uma cor e um som como de uma explosão! O  vazio daquele ambiente deixou de ser! Num piscar de olhos estava tudo ali novamente diante de mim.... Os fardos ainda maiores da alegria, disponíveis para que deles pudesse novamente lançar mão! Prazer, paz, saúde, família, tudo de volta!
     O que  posso dizer?  Deus,  o autor e consumador da “fé”, tem guardado o meu depósito,  que a despeito da minha dor, continua lá, rico, forte, abastado, porque tenho fé, e quem tem fé, tem tudo!!!
     Um beijo carinhoso àqueles meus “quase um milhão de amigos” que oram e torcem por mim!

                                      Matilde ( Tuca )

3 comentários:

RafaelaMartinez disse...

Amiga, lindo, que linda mensagem. Nos faz lembrar de quao abastados somos, embora as vezes nao enxergamos isso.
Fé, não fosse ela não teriamos nunca conseguido chegar onde chegamos, rumo a vitória, a cura...

Karina - Frei-Sein disse...

Costumo dizer minha amiga "Que quem tem Fé consegue o que quer!!"
Acredito que á fé verdadeira aquela que move montanhas, é muito difícil de descobrirmos, e quando vivenciamos ela em sua plenitude, e como se o que estava negro ganhasse luz novamente, e o fardo fica mais leve, pois acreditamos verdadeiramente que Deus tudo sabe e governa para nós, seus filhos queridos que mesmo errantes possuem todo o seu amor!! E que o que achamos ser sofrimento, algumas vezes são plumas diante de tanta proteção!!
Querida amiga sei dessa tua força interna e acredito demais, tenho fé, que essa é mais uma nuvem passageira!! Estava aqui morta de saudades de seus textos, mas conheço muito bem e respeito essa sua necessidade de silêncio!!
Beijos curativos e cheios de amor dessa tua amiga que te admira e gosta muito!!! E que vc pode requisitar a hora que quiser!!!

Cristina Franco disse...

Tchu Tchu amiga. Qua saudades sua!!!!
Suas mensagens me alimentam muito.
Voce foi ungida com o DOM DA FÉ e sabemos que sua vitoria está proxima.
Continuo no proposito que firmamos e estaremos aqui te esperando para uma grande festa e comer uns BRIGADEIROS...

Por falar nisso, ontem me deu uma vontade tao grande de come-los....
BEIJOS

Postar um comentário

SEUS COMENTÁRIOS SÃO MUITOS IMPORTANTES!!!

Postar um comentário

SEUS COMENTÁRIOS SÃO MUITOS IMPORTANTES!!!