sábado, 26 de fevereiro de 2011

EXAME DO CORAÇÃO

   Bom dia aos meus quase "1 milhão de amigos"!!!

    Como havia informado antes a vocês, fui ontem ao cardiologista fazer o "eco doppler". O motivo foi avaliar se a função ventricular
esquerda do coração havia melhorado.   
                                            
 Como disse antes, em novembro quando terminei a quimioterapia, o indíce de bombeamento de sangue para o coração era de 74, e ao iniciar o uso do herceptin (trastuzumab),   já na primeira dose de ataque , esta taxa caiu para 46. Como o mínimo para  o uso do medicamento seria de 55, tive que suspender o tratamento, e cuidar agora do coração. Passados 30 dias  o resultado infelizmente não foi animador. A taxa subiu apenas para 48, o que impede a continuidade com o herceptin.
       Abaixo deixo informações técnicas já que tenho amigas  de luta  que talvez ainda não conheçam este medicamento e  que poderiam interessar-se pelas informações. Salientando que continuo então o tratamento do coração até que este volte às suas funçòes normais, afim de que possamos tentar  reiniciar  com  o  herceptin.

        Esclarecendo que o  Herceptin (Trastuzumab) é indicado para o tratamento de pacientes c/ câncer de mama metastático que apresentam tumores c/ superexpressão do HER2 (O cancro da mama HER2+ está associado a maior agressividade da doença. ... estabelecido que o HER2 constitui um indicador de comportamento clínico mais agressivo e ... de cancro da mama, denominado cancro da mama HER2 positivo ( HER2+);
 1. como monoterapia para o tratamento daqueles pacientes que receberam um ou mais tratamentos de quimioterapia para suas doenças metastáticas;
2. em combinação c/ paclitaxel para o tratamento daqueles pacientes que não receberam quimioterapia para suas doenças metastáticas.
O medicamento conhecido como Herceptin pode reduzir em até um terço o número de mortes por câncer de mama, caso seja administrado em pacientes que tenham sido submetidas previamente à intervenção cirúrgica e à quimioterapia, segundo estudo publicado na revista médica "The Lancet".
O trabalho comparou os resultados obtidos com 1.703 mulheres que foram submetidas ao remédio durante um ou dois anos, após terem feito os tratamentos contra o câncer de mama, com os de outras 1.698 pacientes que fizeram o mesmo procedimento inicial, mas não receberam o Herceptin.
Uma equipe de pesquisadores acompanhou as mulheres por dois anos. Ao final do período, 59 mulheres do primeiro grupo haviam morrido, enquanto 90 do segundo faleceram, o que equivale a uma redução de 34% no índice de mortalidade.
Em termos absolutos, 92,4% das mulheres tratadas com Herceptin continuavam vivas dois anos após o término do tratamento, contra 89,7% das que não foram submetidas ao medicamento.
No entanto, foram verificados casos de hipertensão em 12 mulheres do primeiro grupo, enquanto que no segundo o número foi de apenas 5 pacientes. Também foram registradas ocorrências de parada cardíaca, depressão e febre, entre outros efeitos colaterais, nas mulheres submetidas ao Herceptin.

Segundo Ian Smith, do Royal Marsden Hospital, que dirigiu a equipe de pesquisa, os resultados do estudo indicam que o Herceptin contribui de modo significativo para a sobrevivência das mulheres que foram submetidas à quimioterapia após terem sido diagnosticadas com câncer de mama em estágio inicial.
O Herceptin é um remédio caro. No Reino Unido, o custo anual do medicamento por paciente equivale a 30 mil libras, porém os benefícios comprovados fizeram com que o Governo aprovasse o tratamento.
Em entrevistas ao "Lancet", três pesquisadores da Universidade de Sheffield que analisaram o estudo por encomenda do Governo afirmam que os benefícios são reais e que os danos cardíacos devidos ao Herceptin podem ser evitados.
"Ao longo do período de dois anos analisados, o risco de dano cardíaco parece insignificante em comparação com o risco de reprodução do câncer", segundo os analistas, que disseram também que é preciso esperar para ver os possíveis efeitos do remédio a longo prazo.
Toxicidade cardíaca
Sinais e sintomas de disfunção cardíaca, tais como dispnéia, ortopnéia, exacerbação da tosse, edema pulmonar, galope S3, ou redução na fração de ejeção, foram observados em pacientes tratados com Herceptin® (Trastuzumab) (vide "Precauções e Advertências").

A incidência de sintomas de falência cardíaca em pacientes tratados com Herceptin® (Trastuzumab) e paclitaxel foi 8,8% comparado com uma incidência de 4,2% em pacientes tratados com paclitaxel isolado e 8,5% em pacientes tratados com Herceptin® (Trastuzumab) isolado.



      Sei que a postagem de hoje não é das melhores porém reflete a realidade física do momento. Apenas Isto! Mas o sol continuará a brilhar!

                
Deus continuará a  nos amar e a cuidar de nós!  Seremos felizes apesar de todas as coisas!!!
                                                             
                                                                                                                                                                                                 

           Uma moça queixou-se a sua mãe sobre sua vida e de como as coisas estavam tão difíceis para ela. Ela já não sabia mais o que fazer e queria desistir. Estava cansada de lutar e combater. Parecia que, assim que um problema estava resolvido,  um  outro surgia.
Então, sua mãe levou-a até a cozinha. Encheu três panelas com água e colocou cada uma delas em fogo alto. Logo, as panelas começaram a ferver. Em uma delas, colocou cenouras, em outra, ovos e, na última, pó de café. Deixou que tudo fervesse, sem dizer uma palavra. A filha deu um suspiro e esperou impacientemente, imaginando o que ela estaria fazendo.
Minutos depois, ela apagou o fogo. Pegou as cenouras, os ovos e o café, colocando-os em recipientes separados. Virou-se para a filha e perguntou:
- Querida, o que você está vendo?
- Cenouras, ovos e café - ela respondeu.
Ela a trouxe para mais perto e pediu-lhe para experimentar as cenouras.
                 Ela obedeceu e notou que as cenouras estavam macias.
Ela, então, pediu-lhe que pegasse um ovo e o quebrasse. Ela obedeceu e, depois de retirar a casca, verificou que o ovo endurecera com a fervura.
Finalmente, ela lhe pediu que tomasse um gole do café. Ela sorriu ao sentir seu aroma delicioso e então perguntou:
- O que isto significa, mãe?
- Cada um destes - a cenoura, o ovo  e o café - enfrentou a mesma adversidade, a água fervendo, mas cada um reagiu de maneira diferente. A cenoura, outrora crua e rígida, amolecera e se tornara frágil. Os ovos, antes frágeis, mesmo com sua casca protegendo o líquido interior, tornaram-se firmes e mais resistentes. Já o pó de café é incomparável: depois que o coloquei na água fervente, ele mudou a própria água.
Após profundo silêncio, a mãe prosseguiu:
- Qual deles é você? Quando a adversidade bate à sua porta, como você responde? Você é a cenoura, o ovo ou o pó de café? Você é como a cenoura, parecendo firme e forte, mas, com a dor e a adversidade, murcha e se torna frágil, perdendo sua força? Ou será que você é como o ovo, começando maleável, mas, depois de sofrer alguma pressão da vida, torna-se dura? Sua "casca" até parece a mesma, mas por dentro, você está dura. Será que você é como o pó de café? Você transforma o meio que a aflige, altera o que está trazendo a dor e oferece algo melhor e mais gostoso do que havia antes da adversidade?
Elas se abraçaram e choraram de alegria por ter uma à outra.
Lição: Como lidamos com a adversidade?  Somos  a cenoura, o ovo ou o café? " (Autor desconhecido).

                                                        Beijos,

                                                                       Matilde (Tuca)

6 comentários:

Kelton disse...

Mae, voce tem a capacidade de transformar o meio em que vive! Aonde voce coloca seus pes cria vida, em qualquer ambiente, qualquer reuniao, espaco ou meio... Quando voce chega a atmosfera muda! Todos dizem isso, eu sou prova viva de que voce e assim. Deus te deu um dom dos mais lindos que ja vi, que e o de trazer Metanoia nas vidas de quem te conhece! Voce e esse cafe, que altera o meio, da sabor ao insipido, perfuma as vidas e anima o desanimado! Parabens por ser quem voce e!!! Estamos juntos e muito em breve tambem proximos

Keila Rocha disse...

Amiga que lindo o que seu filho Kelton escreveu....diante disso, só posso concordar com ele, pois afinal ele deve conhecer bem essa guerreira q vc é...não fica triste, logo esse coraçãozinho vai melhorar, ficarei rezando por vc, ok? bjo minha linda!!!

Keila Rocha disse...

Ah, esquecí de contar que coloquei um link no meu blog para sua Fundação Ovelha Leão, ok? passa lá e veja se ficou certinho...bjooooooo

Ana disse...

Olá Tuquinha
Passando para te deixar um beijinho, muita força e um lindo fim de semana.
Beijinhos

Tuca disse...

RECEBI NO ORKUT
Ou Tuca a Paz como vc esta querida e o samy?
Querida estive lendo um pouco do seu blog hoje e como edificou minha vida,se vc já era especial para mim saiba que este amor cresceu mais que mulher vitoriosa e guerrerira vc é quando crescer quero ser igual a vc kkkkkkkkkkkkk.
Querida que as bençaos do Senhor esteja sempre em tua vida e creia OMELHOR DE DEUS ESTA POR VIMMMMMMMMM.Bjs saudades FCDeus

Wilson disse...

Tuca, Temos certeza que seu coração vai se recuperar. É coração de Guerreira!!!
Essa linda história das tres panelas fervendo, nos fizeram lembrar do Deserto. Assim como a água fervente, o calor do deserto também é sinônimo de luta e aprendizado. De dia o calor de até 60 graus, que ferve tudo. À noite o frio de até 40 graus negativos. A experiência com esses extremos forja nossa vida, nos acrescentando experiência, domínio próprio, resistência e acima de tudo, uma saborosa satisfação de vitória quando finalmente conseguimos atravessá-lo, chegando a Canaã. Voce e Marcos tem sido como Josué e Calebe. Continuem acreditando, assim como eles foram os únicos a ter uma visão diferente da terra, voces também atravessarão o Jordão. Grande beijo. Penha e Wilson

Postar um comentário

SEUS COMENTÁRIOS SÃO MUITOS IMPORTANTES!!!

Postar um comentário

SEUS COMENTÁRIOS SÃO MUITOS IMPORTANTES!!!